A CIRCULAÇÃO MIDIÁTICA DO CASO WILLIAM WAACK

  • Antônio Fausto Neto
  • Victor D. Thiesen

Resumo

Estuda-se a circulação do caso William Waack, a partir de uma fala pronunciada na antessala de uma emissão, considerada de cunho racista e que foi postada, após ter sido gravada um ano antes por um ex-operador da Rede Globo, no Twitter em forma de vídeo. Como repercussão da circulação, resultou a demissão de Waack. Descreve-se a circulação do caso desde a sua gênese até o seu reaparecimento em ambiente tele-digital. O estudo apoia-se em vários conceitos principalmente, aquelas propostos no projeto “Circulação: Gênese, Funcionamento e Complexificação das ‘Zonas de Contato’ na Sociedade em Midiatização”. A descrição apoia-se em sete momentos cujas cenas apontam para a exasperação do caso. Mostra ainda que este acontecimento circula á deriva do intenso processo de circulação de velhas e novas mídias.

Publicado
2018-07-07
Como Citar
FAUSTO NETO, Antônio; THIESEN, Victor D.. A CIRCULAÇÃO MIDIÁTICA DO CASO WILLIAM WAACK. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 2, jul. 2018. ISSN 2526-222X. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminariointernacional/article/view/147>. Acesso em: 16 out. 2019.