Cachos midiatizatizados formadores de identidades culturais

  • Franciele Amaral

Resumo

Vivemos em uma sociedade em midiatização onde os acontecimentos circulam de uma maneira muito rápida, em poucos instantes um notícia pode ser recebida em todos os Sete Continentes. Essa rapidez na informação tem feito com que as pessoas fiquem mais ansiosas do que o comum. A midiatização é a transformação das tecnologias e invenções sociais, através disso hoje podemos juntos criar resistências e espaços onde nossas vozes podem reverberar em grande escala. Esse contexto nos leva a inquietações sobre usos, apropriações e práticas que podem estar sendo feitos por sujeitos no ambiente virtual, a construção identitária no ciberespaço e como essas apropriações incidem sobre as práticas comunicativas dos indivíduos. Este artigo pretende analisar a forma como os ambientes virtuais criam noções de comunidades e como a mídia interfere no sentimento de pertença do cidadão dentro da sociedade.

Publicado
2019-08-23
Como Citar
AMARAL, Franciele. Cachos midiatizatizados formadores de identidades culturais. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 3, ago. 2019. ISSN 2526-222X. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminariointernacional/article/view/240>. Acesso em: 16 out. 2019.