Os Dispositivos Midiáticos e Não Midiáticos na Circulação do Primeiro Ídolo de Kpop Assumidamente Gay

Role of Media and Non-Media Devices in the Circulation of the First Openly Gay Kpop Idol

  • Martina Pozzebon
  • Viviane Borelli

Resumo

O artigo analisa os fluxos comunicacionais promovidos e construídos a partir do surgimento do primeiro ídolo de K-pop assumidamente gay da Coreia do Sul. O objetivo é mostrar como ocorreu a circulação do fenômeno Holland tanto em dispositivos midiáticos, como não midiáticos. Para tanto, foram analisadas discussões envolvendo Holland em redes sociais e grupos, assim como enunciados das postagens referentes a ele em sites de mídias tradicionais no âmbito da cultura e vídeos no Youtube. A perspectiva teórico-metodológica foi ancorada nos estudos de Maingueneau (2006) acerca do discurso, nos conceitos de circulação e dispositivos interacionais de Braga (2017), e nos conceitos acerca de midiatização de Fausto Neto (2013). Observouse que o caso atingiu além de diversas áreas midiáticas, diferentes círculos sociais e sociedades em si que, como a coreana, acabaram por ter de se abrir para discussões acerca do universo LGBT+.

##submission.authorBiography##

Martina Pozzebon

O artigo analisa os fluxos comunicacionais promovidos e construídos a partir do surgimento do primeiro ídolo de K-pop assumidamente gay da Coreia do Sul. O objetivo é mostrar como ocorreu a circulação do fenômeno Holland tanto em dispositivos midiáticos, como não midiáticos. Para tanto, foram analisadas discussões envolvendo Holland em redes sociais e grupos, assim como enunciados das postagens referentes a ele em sites de mídias tradicionais no âmbito da cultura e vídeos no Youtube. A perspectiva teórico-metodológica foi ancorada nos estudos de Maingueneau (2006) acerca do discurso, nos conceitos de circulação e dispositivos interacionais de Braga (2017), e nos conceitos acerca de midiatização de Fausto Neto (2013). Observouse que o caso atingiu além de diversas áreas midiáticas, diferentes círculos sociais e sociedades em si que, como a coreana, acabaram por ter de se abrir para discussões acerca do universo LGBT+.

Publicado
2019-08-23
Como Citar
POZZEBON, Martina; BORELLI, Viviane. Os Dispositivos Midiáticos e Não Midiáticos na Circulação do Primeiro Ídolo de Kpop Assumidamente Gay. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 3, ago. 2019. ISSN 2526-222X. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminariointernacional/article/view/254>. Acesso em: 16 out. 2019.