A construção midiatizada do sujeito

Apontamentos sobre as práticas de professores universitários nas redes sociais

  • Francieli Jordão Fantoni UFSM
  • Eugenia Maria Mariano da Rocha Barichello UFSM

Resumo

O estudo analisa a construção midiatizada do sujeito (TOURAINE, 2007, 2009) que se transforma em projeto ou sujeito do desempenho (HAN, 2017a, 2017b). A partir de uma abordagem prática (COULDRY, 2016), investigamos o uso das redes sociais digitais pelos professores universitários Christian Dunker e Luiz Felipe Pondé. Na era da midiatização profunda das práticas diárias, a problemática investiga como o uso do Facebook, Twitter, Instagram e Youtube, por parte desses professores, os transformam em um projeto, passando por problemáticas de reconhecimento e visibilidade. Observamos que a necessidade de exposição em uma sociedade das tecno-imagens (FLUSSER, 2007) promove um deslocamento para fora dos âmbitos universitários: projetando o papel de professor para o de empreendedor.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutoranda e mestre em comunicação midiática pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), jornalista formada pela Universidade Franciscana (UFN) e produtora editorial formada na UFSM. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-3349-3633. Email: frannjf@gmail.com

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, RS, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-5244-2829. E-mail: eugeniamarianodarocha@gmail.com

Publicado
2020-10-27
Como Citar
JORDÃO FANTONI, Francieli; BARICHELLO, Eugenia Maria Mariano da Rocha. A construção midiatizada do sujeito. Anais de Resumos Expandidos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 4, out. 2020. ISSN 2675-4169. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-resumos/article/view/1061>. Acesso em: 17 jan. 2022.