Abordagens sobre a região jornalística e a região midiática

  • Antônio Heleno Caldas Laranjeira Universidade Federal do Recôncavo da Bahia/Pesquisador

Resumo

No atual modelo capitalista de urbanização da Amazônia, as populações, muitas vezes migrantes, ocupam lugares determinados em função das estruturas de produção industrial e agropecuária, que tem base na matéria-prima oriunda da fauna, da flora e dos recursos minerais e hídricos da “região amazônica” (BECKER, 2004, p. 14). No entanto, o significado da “Amazônia” é uma concepção que mudou no Jornalismo especificamente, a partir das ações do primeiro portal de “geojornalismo” (ROCHA, 2015; FLÔRES, 2017; SUBIRES-MANCERA, 2018), um modelo jornalístico inovador. O portal InfoAmazonia, objeto investigado neste artigo, foi reconhecido, em 2013, como rede de inovação na América Latina, como organização finalista do Premio de Periodismo García Marquez. O portal é amparado, economicamente e tecnicamente, por contratos com organizações como o Earth Journalism Research (EJR) e International Center for Journalists (ICFJ) e apoiado, juridicamente, pela Amazon Conservation Team e o Centro de Estudios Jurídicos y Sociales (Dejusticia).

Publicado
2020-10-27
Como Citar
LARANJEIRA, Antônio Heleno Caldas. Abordagens sobre a região jornalística e a região midiática. Anais de Resumos Expandidos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 4, out. 2020. ISSN 2675-4169. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-resumos/article/view/1104>. Acesso em: 18 ago. 2022.