Meu corpo fala: discussões sobre o audiovisual como possibilidade de voz para o Porto do Capim, em João Pessoa

  • Kenia Kalyne Gomes De Almeida UFRN
  • Daniel Rodrigo Meirinho de Souza

Resumo

O artigo traz a problemática sobre o processo comunicacional através da utilização do audiovisual como possibilidade de voz para a comunidade ribeirinha Porto do Capim, em João Pessoa. A pesquisa objetiva analisar como o corpo da mulher ativista da comunidade Porto do Capim, em João Pessoa, é posto em cena no videopoema Cumadre Fulorzinha e como essa ocupação audiovisual releva força diante das desapropriações de parte da comunidade pelas gestões da Prefeitura Municipal de João Pessoa. Trata-se de um estudo de caráter qualitativo, partido da observação das imagens, do som e da narrativa empregada na obra. Dialogando com as perspectivas decoloniais, a pesquisa revela que existem rupturas imagéticas e de estereótipos, evidenciando identidades, pertencimentos, posicionamentos e voz.


 


 

Publicado
2022-11-06
Como Citar
DE ALMEIDA, Kenia Kalyne Gomes; SOUZA, Daniel Rodrigo Meirinho de. Meu corpo fala: discussões sobre o audiovisual como possibilidade de voz para o Porto do Capim, em João Pessoa. Anais de Resumos Expandidos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 5, nov. 2022. ISSN 2675-4169. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-resumos/article/view/1417>. Acesso em: 29 jan. 2023.