Los Memes na pandemia: uma discussão sobre seus modos de estudo

  • Damián Fraticelli UBA - UNA

Resumo

O documento discute a metodologia que tem dominado estudos de memes pandêmicos nos Estados Unidos, Europa e América Latina. Na maioria das vezes, eles conduziam análises de conteúdo sem atender à sua colocação na mídia, teorias sobre o risco e a circulação hipermídia. Tais omissões limitam a compreensão da semiose da construção da construção arriscada da pandemia, bem como os prazeres e desagrados que as memes propostas para contatá-la. A pesquisa realizada abordou estas questões analisando memes sobre a pandemia na Argentina durante 2020 e 2021, publicados nos cinco portais de notícias mais lidos, os dois relatos Instagram meme com mais seguidores, dois grupos de sátiras políticas no Facebook e três grupos WhatsApp de amigos pró e anti-vacinas. Dentre os resultados obtidos, destacam-se 1) a identificação de três regimes risíveis dominantes na geração dos memes (o humor, o cômico degradante e o cômico laudatório); 2) o regime do humor dominou durante 2020, mas em 2021 o regime cômico degradante o fez, com a construção risível da pandemia entrando na lógica da polarização partidária; 3) três fases foram circunscritas na circulação hipermídia, a primeira, quando o vírus ainda não havia chegado à Argentina, onde o cômico degradante prevaleceu em direção aos países infectados pela COVID-19, a segunda, com a chegada do vírus, onde o humor se espalhou, e a terceira, na qual a sátira e o humor político gradualmente cresceram e desapareceram dos portais de notícias, depois da WhatsApp, Facebook e, finalmente, da Instagram.


O jornal é parte do projeto UBACYT La mediatización en el entretejido de los vínculos sociales. Mudanças na circulação de significado através da nova mediatização de indivíduos, coletivos e instituições na sociedade contemporânea, dirigida por Mario Carlón.

Publicado
2022-11-06
Como Citar
FRATICELLI, Damián. Los Memes na pandemia: uma discussão sobre seus modos de estudo. Anais de Resumos Expandidos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 5, nov. 2022. ISSN 2675-4169. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-resumos/article/view/1426>. Acesso em: 18 abr. 2024.