COMUNIDADE CRISE D’ÁGUA EM SÃO PAULO: MEDIAÇÕES PROTAGONIZADAS PELA SOCIEDADE CIVIL NÃO ORGANIZADA NO FACEBOOK

  • Jane M. Mazzarino
  • Rodrigo Muller Marques
  • Marina Antunes Martini

Resumo

A crise hídrica em São Paulo foi tema recorrente nas mídias tradicionais e redes sociais entre 2013 e 2015. A rede social Facebook possui a ferramenta de criação de “comunidades” por usuários, o que possibilitou o surgimento da comunidade A Crise da Água em São Paulo, um lugar de debate do tema. O objetivo do artigo é investigar os usos sociais e as mediações protagonizadas por este grupo da sociedade civil não organizada, que não necessita passar pelos constrangimentos das organizações jornalísticas para publicar suas pautas. O estudo é exploratório e descritivo, quanti-qualitativo, e faz uso de pesquisa bibliográfica e documental. As análises estão organizadas em três categorias de análise: a) perfil da comunidade; b) engajamento (participação dentro da comunidade, posts mais curtidos/comentados e reverberação interna); c) agendamento (temas das postagens, fontes, links, etc.).

Publicado
2017-06-30
Como Citar
MAZZARINO, Jane M.; MARQUES, Rodrigo Muller; MARTINI, Marina Antunes. COMUNIDADE CRISE D’ÁGUA EM SÃO PAULO: MEDIAÇÕES PROTAGONIZADAS PELA SOCIEDADE CIVIL NÃO ORGANIZADA NO FACEBOOK. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2017. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/100>. Acesso em: 03 dez. 2022.