MIDIATIZAÇÃO DO JUDICIÁRIO: QUANDO JULGAR É DIAGRAMAR

  • Marcos Reche Ávila

Resumo

Este trabalho consiste em analisar fragmentos de um caso de operação de midiatização que envolve a intervenção de campos sociais, como o midiático, o jurídico e o policial, além de atores sociais. Diz respeito à apresentação de denúncia por parte do Ministério Público contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No dia 14 de setembro deste ano, 2016, o coordenador da força-tarefa da Lava-Jato, Deltan Dallagnol, apresentou a denúncia, perante um grupo de outros procuradores e jornalistas, em hotel de Curitiba, apoiando-se em uma longa exposição auxiliado por um gráfico feito com o software Power-Point, da Microsoft. Duas questões surgiram deste fato: a) o teor e qualidade das informações reunidas em um diagrama; e b) o modelo de apresentação conhecido pelo nome do seu formato de arquivo: ppt.

Publicado
2017-06-30
Como Citar
ÁVILA, Marcos Reche. MIDIATIZAÇÃO DO JUDICIÁRIO: QUANDO JULGAR É DIAGRAMAR. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2017. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/102>. Acesso em: 09 dez. 2022.