Considerações outras sobre viagens de bicicleta, semioses e narrativas cicloturísticas

  • Demétrio de Azeredo Soster

Resumo

Amplia-se, e se complexifica, no artigo, reflexões em torno dos conceitos de “semioses cicloturísticas” e “narrativas cicloturísticas”. A hipótese que nos move é que as semioses cicloturísticas estruturam narrativas cicloturísticas, ou, sob outro ângulo, que a transformação dos relatos em fenômenos midiáticos provoca a emergência de modelos narrativos identificáveis como tal. Considera-se, aqui, a bicicleta antes um fenômeno midiático, afeita, portanto ao plano expressivo simbólico, que objeto técnico, referente ao uso que se faz dela (turismo, trabalho etc). Metodologicamente, a análise será realizada de forma indicial, por meio de exemplos de relatos dessa natureza, escolhidos a partir da relevância de seus autores/narradores. O recorte serão relatos em livros, filmes, postagens em redes sociais etc.

Publicado
2021-04-25
Como Citar
SOSTER, Demétrio de Azeredo. Considerações outras sobre viagens de bicicleta, semioses e narrativas cicloturísticas. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 4, abr. 2021. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/1367>. Acesso em: 28 nov. 2021.