ROCK, POP E ROMANCE – JUVENTUDE E REPRESENTAÇÕES DO SELF EM SITES DE REDES SOCIAIS

  • Laura Seligman
  • Rafael José Bona
  • Valquíria Michela John

Resumo

A midiatização do cotidiano ganhou impulso com os Sites de Redes Sociais. Neste espaço público, encontram- -se manifestações de afeto, ódio, desprezo, apoio etc. É ali também que os processos de identificação se constroem. As interações possíveis em sites como o Facebook (publicar, curtir, comentar e compartilhar) tornam esses atos uma espécie de representação de si. Ao publicar algo e ao interagir com publicações alheias, damos e recebemos manifestações de afetos a partir da exposição de uma identidade construída especialmente para aquele ambiente. Esta investigação procurou representações doself a partir do compartilhamento de bens culturais e midiáticos. Os procedimentos metodológicos envolveram distintas etapas, incluindo Análise de Conteúdo, entre outras técnicas. Essa representação midiatizada resultou em uma prevalência de músicas como bem mais publicado e com o maior número de interações. Publicadas em forma de videoclipes, revelaram uma juventude romântica, que expõe sua afetividade na praça pública das redes sociais e que usa os videoclipes como mensagens que retratam como ela gostaria de ser reconhecida.

Publicado
2017-06-30
Como Citar
SELIGMAN, Laura; BONA, Rafael José; JOHN, Valquíria Michela. ROCK, POP E ROMANCE – JUVENTUDE E REPRESENTAÇÕES DO SELF EM SITES DE REDES SOCIAIS. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2017. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/137>. Acesso em: 03 dez. 2022.