A narrativa nostálgica midiatizada: o caso da eleição presidencial de 2018

  • Thiago Haas Carlotto

Resumo

Busca-se refletir sobre como a campanha dos candidatos Jair Bolsonaro (PSL), alinhado à direita do espectro político, assim como de Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), alinhado à esquerda, lançaram mão de narrativas que remetem a lembranças idealizadas, para afirmar a sua identidade e prospectar eleitores. Este trabalho apresenta uma pesquisa bibliográfica a respeito da nostalgia, desde sua percepção como doença psicológica no século XVII, sua aplicação nas mídias durante a modernidade, até o emergir da retrotopia, isto é, a utopia do passado, na pós-modernidade. Em seguida, traz uma revisão da midiatização, sua relação com a evolução humana, seu ambiente e sua articulação com a percepção de tempo e, por extensão, com a nostalgia.

Publicado
2021-05-04
Como Citar
CARLOTTO, Thiago Haas. A narrativa nostálgica midiatizada: o caso da eleição presidencial de 2018. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 4, maio 2021. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/1372>. Acesso em: 28 nov. 2021.