A FOTOGRAFIA COMO MEIO PARA A FABULAÇÃO

  • Maria Cecília Conte Carboni

Resumo

Esse artigo tem como objetivo, analisar um evento histórico pouco conhecido através de seus registros fotográficos. Tal premissa, por conta das características das fotografias de Revolta de 1824, ocorrida em São Paulo,o evento em questão, requer que pensemos não mais a Revolta de 1924 como um evento, mas sim como um acontecimento. Sendo assim, outras e imprevisíveis possibilidades passam fazer parte dessa análise, que também requer que pensemos a fotografia como meio comunicativo de interações e que permite fabulações e não apenas como meio técnico, que documenta. Dessa forma, este texto defende que acontecimentalizar eventos é também parte do processo de midiatização.

Publicado
2018-07-07
Como Citar
CARBONI, Maria Cecília Conte. A FOTOGRAFIA COMO MEIO PARA A FABULAÇÃO. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 2, jul. 2018. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/170>. Acesso em: 07 dez. 2022.