EDUCAÇÃO, MÍDIA E ESPETÁCULO NA CULTURA SUL-RIO-GRANDENSE: PRODUÇÕES DISCURSIVAS SOBRE A FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE (RS) NO ENCARTE CADERNO DA FEIRA DO JORNAL ZH

  • Gisele Massola

Resumo

Múltiplas seriam as instâncias culturais – jornais, revistas, TV, etc. – implicadas na invenção de saberes, valores e atitudes colocados em circulação nas sociedades (KELLNER, 2001). Essas diferentes instâncias, na cultura contemporânea, procedem a subjetivações, destacando determinadas formas de ser sujeito a partir de representações culturais. Neste artigo, analiso como o evento cultural Feira do Livro de Porto Alegre (RS) é discursivamente configurado através da mídia, e quais estratégias incidem mais intensamente para delineá-lo como um grande espetáculo de celebração do livro, o que envolve a consagração do ato de ler, mas também de viver a cultura de formas muito diversificadas. Valho-me de um conjunto de 11 exemplares do Encarte Caderno da Feira do Jornal ZH, publicados entre os anos de 2010 e de 2013. Pode-se dizer que a Feira se tornou um espetáculo cujo projeto comporta ações de naturezas bastante diversas, havendo intervenções com propósitos mais pedagógicos que envolvem, inclusive, o público escolar.

Publicado
2017-06-30
Como Citar
MASSOLA, Gisele. EDUCAÇÃO, MÍDIA E ESPETÁCULO NA CULTURA SUL-RIO-GRANDENSE: PRODUÇÕES DISCURSIVAS SOBRE A FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE (RS) NO ENCARTE CADERNO DA FEIRA DO JORNAL ZH. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2017. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/31>. Acesso em: 03 dez. 2022.