VÍDEO COMUNITÁRIO COMO RESPOSTA À INVISIBILIDADE SOCIAL

  • Eduarda Wilhelm
  • Victória Lieberknecht
  • Cláudia Herte de Moraes

Resumo

Como a educomunicação, entendida como um espaço de interação entre a Comunicação nos cenários educativos formais ou não-formais, se contrapõe ou compõe aos aspectos midiatizados socialmente? O artigo analisa dois vídeos comunitários realizados por jovens em seu ambiente escolar, por meio do Projeto de Extensão Vídeo Entre-Linhas que retratam realidades locais de bairros periféricos e, em contraponto, analisa conteúdo dos dois principais jornais do município. A midiatização e educomunicação se relacionam na medida em que as práticas educomunicativas preenchem as lacunas da sociedade midiatizada. O vídeo “Fred Veste: a máscara do preconceito”, do bairro São José, dialoga com a representação negativa da comunidade no discurso dos jornais; Em “Novos Contrastes”, do bairro São Cristóvão, há uma neutralidade dos jornais que afeta uma vontade de fortalecimento social do grupo.

Publicado
2017-06-30
Como Citar
WILHELM, Eduarda; LIEBERKNECHT, Victória; HERTE DE MORAES, Cláudia. VÍDEO COMUNITÁRIO COMO RESPOSTA À INVISIBILIDADE SOCIAL. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2017. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/36>. Acesso em: 03 dez. 2022.