ONDE VILÃS E PRINCESAS SE MISTURAM: DISCURSOS DE GÊNERO E A PRODUÇÃO DE FEMINILIDADES, A PARTIR DE UMA CENA DO FILME CINDERELA DOS ESTÚDIOS DISNEY, 20151

  • Olívia Pereira Tavares

Resumo

O presente trabalho busca analisar, por meio da interface comunicação e educação, os filmes de contos de fada como pedagogias culturais. Estes podem produzir e reproduzir certos discursos normativos, que delimitam as possibilidades de ser e estar no mundo, mantendo lógicas binárias. Para isso, foi realizada análise fílmica uma cena de Cinderela (Disney, 2015), buscando a percepção dos discursos de bem e mal, configurados nas personagens de Ella e sua madrasta, propondo distintas maneiras de manifestação das feminilidades. A referência ao desenho animado produzido em 1950, de mesmo título é necessária. O aporte teórico-metodológico deste estudo foi pautado através de estudos pós-estruturalistas, culturais, comunicacionais e estudos de gênero.

Publicado
2017-06-30
Como Citar
TAVARES, Olívia Pereira. ONDE VILÃS E PRINCESAS SE MISTURAM: DISCURSOS DE GÊNERO E A PRODUÇÃO DE FEMINILIDADES, A PARTIR DE UMA CENA DO FILME CINDERELA DOS ESTÚDIOS DISNEY, 20151. Anais de Artigos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2017. ISSN 2675-4290. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-artigos/article/view/46>. Acesso em: 03 dez. 2022.