A “mulher de preso” e a midiatização do cotidiano como reforço das instituições masculinistas

  • Natalia Kleinsorgen Bernardo Borges Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano (PPGCOM/UFF)

Resumo

Este artigo pretende analisar discursivamente a vídeo-reportagem “Mulher de preso mostra rotina de visitas e viraliza na web: ‘É o que eu vivo’”, veiculada pelo programa ‘Sensacional’ da RedeTV!, no dia 11 de agosto de 2022, a fim de evidenciar como a midiatização dessa realidade pode servir para reforçar a relevância de algumas instituições sociais, ao passo que pretende revelar as “curiosidades” sobre o cotidiano de mulheres em situação de fila de prisão. Para essa análise, parte-se de três perspectivas: a) a midiatização é o processo pelo qual as relações sociais e o cotidiano são constantemente e, cada vez mais, moldados pela mediação das tecnologias e das instituições midiáticas, e é útil para debater a inter-relação entre comunicação, mídias, cultura e sociedade (Figueiras, 2017); b) as mulheres em filas de prisão vivem um cotidiano de “prisionização secundária”, quando estão expostas a uma hiper institucionalização, incorporando regras e comportamentos ditados pela instituição prisional (Comfort, 2008 apud Jorge, 2011); c) as instituições ocidentais – a filosofia, a ciência, a família, a igreja, as prisões, a mídia, dentre outras, criadas pelos homens para a manutenção de seus poderes econômico, sexual e social como um todo, não servem à emancipação das mulheres (Pisano, 1998; Beauvoir, 1949); ao contrário, precisam da subordinação feminina para que possam prosperar.

Publicado
2022-11-07
Como Citar
KLEINSORGEN BERNARDO BORGES, Natalia. A “mulher de preso” e a midiatização do cotidiano como reforço das instituições masculinistas. Anais de Resumos Expandidos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 5, nov. 2022. ISSN 2675-4169. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-resumos/article/view/1522>. Acesso em: 27 jan. 2023.