Por uma Educomunicação Emergente para a Decolonialidade

  • Rachel de Oliveira Carvalho Universidade Federal Fluminense

Resumo

RESUMO


 


O presente artigo visa analisar a interface educação e comunicação, bem como suas contribuições para a decolonialidade. Para atingir os objetivos propostos, a pesquisa se utilizou de pesquisa descritiva, bem como de revisão bibliográfica e documental. Reitera-se que a pedagogia cultural (Kellner, 2001) e a dialogicidade (Freire, 1998), assim como os outros aportes teóricos trabalhados nesta pesquisa, se apresentam como possibilidades profícuas para um repensar a função de práticas educomunicativas na escola. A fim de favorecer o desenvolvimento dos estudantes no que respeita às suas singularidades e na propiciação da ampliação máxima de suas capacidades humanas, implica a construção de práticas cotidianas que tenham na agenda valores como autonomia, criticidade e diálogo permeando todo o processo.

Publicado
2022-11-06
Como Citar
OLIVEIRA CARVALHO, Rachel de. Por uma Educomunicação Emergente para a Decolonialidade. Anais de Resumos Expandidos do Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais, [S.l.], v. 1, n. 5, nov. 2022. ISSN 2675-4169. Disponível em: <https://midiaticom.org/anais/index.php/seminario-midiatizacao-resumos/article/view/1523>. Acesso em: 18 abr. 2024.